Quinta-feira, 8 de Março de 2007

Nós, as mulheres...

Não, não vou fazer nada de especial no dia 8 de Março, o chamado Dia Internacional da Mulher.
As mulheres são mulheres todos os dias.
As mulheres não precisam de um dia específico para lhes lembrar que o são.
Elas não escolhem o dia 8 de Março para lutar pelos direitos que lhes pertencem, elas travam a luta durante todos os dias e em todas as áreas. Toda a gente sabe que esse esforço tem de ser maior principalmente na área da profissão, onde ainda se nota desigualdade de direitos. Esses direitos são das mulheres por legitimidade e a luta pela sua conquista  tem de ser ininterrupta, não acredito que este dia vá modificar com  relevância alguma coisa.
Pensando bem, se não houvesse desigualdade porque existiria este dia? Haveria lógica em lembra-lo?
Sim, sei porque escolheram esta data para comemorar o dia da mulher. Respeito essa luta de há 150 anos. Mas isso não me faz mudar de ideia. A vida é uma luta constante, seja pelos direitos da mulher, seja por outros direitos que qualquer pessoa, seja mulher ou homem, veria concretizados, caso não houvesse inércia, desprezo, ganância e um fingir de que se irá resolver tudo assim que as situações o permitirem.
Não, também não vou alinhar no mega jantar de colegas, amigas e amigas das amigas. Até, confesso, um jantar só de mulheres para mim seria demasiado enfastiante .
Também acho sempre ridículo no dia da mulher as usuais reportagens para os jornais da noite em que mulheres se preparam efusivamente para a apresentação do culminar da noite, o esperado strip masculino. Se apreciam a sensualidade da arte do despir masculino não precisam esperar pelo dia 8 de Março, é que assim, já bebidas e histéricas acabam por não conseguir apreciar nada. E depois, já pensaram que essa arte pode ser testemunhada e até sem pagar nada em qualquer dia do ano?
E só para terminar, mulheres da minha terra e arredores não façam muito barulho nesta noite/madrugada, entre dias 8 e madrugada de 9 de Março na minha rua, ai como eu detesto esses gritinhos histéricos, e o vosso cambalear desordenado. É assim que a luta de 1857 continua? É assim que pretendem chamar a atenção para o nosso papel na sociedade, é assim que querem contestar preconceitos e limitações a que estamos sujeitas? É assim que procuram o reconhecimento do nosso valor e da nossa dignidade?
Irei à janela como o faço todas as noites antes de me deitar e olharei as estrelas serenamente na expectativa do dia de amanhã, tenho consciência daquilo a que chamam a nossa fragilidade mas nunca me acharei fraca, a essa fragilidade dar-lhe-ei o sinónimo de sensibilidade. Não preciso medir forças. A minha força alentará sempre a exigência daquilo que sei que me deverá caber por direito. Principalmente respeito, amor, carinho tal como também qualquer pessoa precisa independentemente do sexo. Assim sim, seríamos iguais. Gosto muito de ser mulher. Mas o meu dia não é dia 8 de Março, são todos os dias do tempo em que estarei por «cá».
Mulher de 40
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:12
| Quer Comentar?
|
23 comentários:
De _estrelinha_ a 8 de Março de 2007 às 12:38
so passei msm para te desejar um feliz dia da mulher
beijinhos
De Isabel Filipe a 8 de Março de 2007 às 13:50
"...
Mas o meu dia não é dia 8 de Março, são todos os dias do tempo em que estarei por «cá».
"

eu tb e concordo contigo ...

qtº à origem deste dia ... vai aqui ao Amaral ler algo muito interessante e de que só esta manhã tive conhecimento:
http://amaralnascimento.blogspot.com/

Beijinhos

P.S.: bom fim de semana ...
De Amaral a 8 de Março de 2007 às 15:23
Neste dia da mulher, um beijo e uma flor!
De ciloca a 8 de Março de 2007 às 19:57
Lindo post o de hoje. Linda homenagem a todas as mulheres. É sempre bom lembrar a todas nós que todos os dias são os nossos dias.
Estava com saudades de aqui passar e hoje como que por instinto passei mesmo antes de postar algumas frases. De qualquer modo aqui deixo os parabens a ti uma Mulher com M grande.bjs
De padeiradealjubarrota a 8 de Março de 2007 às 23:30
Concordo. Não há o dia Internacional do Homem.
De Zé (do beco) a 9 de Março de 2007 às 05:36
Esta mania de comemorar dias especiais a pretexto de tudo, já começa a chatear. Para quê um dia mundial da mulher? Não basta termos de "levar" com elas todos os dias? Eh eh eh eh eh eh eh eh!
Eu neste dia, em vez de flores, aproveito para oferecer à minha mulher um molho de grelos, a ver se ela se entusiasma e faz um arrozito com carapaus fritos (eh eh eh), já que nos outros dias sou eu que faço a comida. Com muita pancada no lombo (porque ela é muito esquisita com o tempero) mas cá em casa sou eu o cozinheiro. Por isso era bom que todos os dias fossem "dia mundial da mulher na cozinha" (eheheh).
Adeus, que ainda tenho a loiça por lavar (eheheh).
Beijinhos.

De jpcfilho a 9 de Março de 2007 às 08:26
Linda Gaivota, concordo plenamente com vc, mulher mesmo nem precisa ter dia especial, pois todo dia é dela... Tb concordo com tudo que aí escreves, e coloco minha assinatura... Mas em tod esse contexto, só discordo da fragilidade, que fragilidade? E para vc, mulher e gaivota especial. Todos meus beijos, todos os dias.
De marius70 a 9 de Março de 2007 às 17:09
A desfaçatez desta sociedade ao impor um dia dedicado à mulher, é como se a mulher fosse um objecto, uma árvore, um bibelô para despertar os instintos animalescos de quem pensa que a mulher nasceu só para o servir.

Grande culpada da situação é a própria mulher e depois é vê-las com uma flor na mão, nos strips masculinos, quando se cobrem na cama com pudor ou se o marido anda nu em casa diz que é um depravado sexual.

Tal como o homem, o álcool disinibe o libido e então é vê-las aos gritinhos histéricos nas discotecas quando em casa nunca deram um gritinho de prazer.

A mulher fica feliz porque o homem pensou nela mas em verdade te digo gaivota, tal como tu, não gostaria, em terra de amazonas, de ser homem por um dia, mas há homens que o merecem.

(o tema que meti no meu blog serviu só para contrariar já que o coloquei no dia 7. )

Tudo de bom
De aflores a 9 de Março de 2007 às 21:51
"Cum diabo"...já sei que o Dia das Mulheres são todos os dias, mas custa assim tanto relembrar (para não esquecer) uma data tão importante na luta pelos direitos e liberdade? Afinal, bem vistas as coisas, não parece que o "vosso" trabalho e luta esteja a dar grandes frutos. Ainda há muita coisa para fazer, por exemplo...porque motivo as mulheres ganham menos que os homens e a fazer a mesma coisa? Bj do Norte.
De Moinante a 10 de Março de 2007 às 17:13
" MULHER " ... Essa fonte de inspiração inesgotável

Por manifesta falta de tempo , as minhas visitas vão sendo mais raras ,espero que compreendas , não está esquecida ...
Mas quando cá venho , passo tudo a pente fino ...
O meu romance continua ...

Um bom fim de semana .

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: