Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007

Com o meu silêncio...

O meu silêncio está comigo outra vez...
Tantas vezes bateu-me à porta e sentou-se comigo num canto da minha sala vazia. Aconchegava-me até eu prometer que iria continuar o jogo da vida.
Não me deixava enquanto do chão eu me erguia.
--------
Uma vez mais, ele chegou, não que eu não desse por isso, senti sempre a hora da sua chegada...
Mas desta vez, está ficando tempo demais. Está demorada, parece-me demasiado longa a sua estadia.
Não me deixa camuflar tristezas nem inventar alegrias, como antes o fazia.
Entrelaçou-me em cerco de ervas daninhas com pequenas frestas que me fazem tocar o chão para onde hei-de voltar um dia...
--------
Mas, talvez reste ainda algo para sonhar até ao chão regressar e numa dessas brechas encontrarei uma saída, para voar, mesmo que iludida.
Sei, porém, que, seja o meu voo estreito, largo, extenso ou curto, alto, baixo ou um tanto prolongado, o chão espera a minha, como espera a tua volta, quer fujamos para este ou para aquele lado.
--------
Não gosto do meu silêncio quando ele se demora tempo demais, deixa-me prostrada e o cheiro do chão tem essência de nada... (ou talvez não?...)
-------
de volta ao chão
( Imagem retirada daqui )
Escrevinhado por gaivota da ria às 01:10
| Quer Comentar?
|
18 comentários:
De bitu a 16 de Fevereiro de 2007 às 13:09
Gostei deste teu silêncio....ás vezes gosto de me quedar no silêncio e repensar nos meus caminhos...bjkits e bom fds
De aflores a 16 de Fevereiro de 2007 às 17:40
Claro que vais arranjar uma saída...ou não fosses tu uma gaivota da ria. Beijinhos do Norte e votos de um excelente fim de semana (prolongado?)
De Moinante a 24 de Fevereiro de 2007 às 16:20
UM BOM FIM DE SEMANA ...
De meiadesfeita a 17 de Março de 2007 às 18:52
Silêncio prolongado, é voo não realizado...algo congelado no coração e a que a razão ainda não vislumbrou caminho alternativo.Mas não é castigo, é oportunidade para novo voo, diferente, mais inteligente e com mais calma...vooo seguro portanto
Eu deixo uns pós de per lim pim pim...e o silêncio vai terminar, com a chegada de novo dia e o cantar de uma cotovia ou de uma gaivota...Voa, Voa...vem ter comigo..ou voa até lisboa....ou segue voo sem destino, mas com toda a consciencia do caminho...voa gaivota, voa
De Lydia a 30 de Outubro de 2008 às 19:34
Só agora cheguei, mas encontrei um texto que me emocionou numa altura da vida em que me sinto suspensa sobre um chão (que ainda existe)
De gaivota da ria a 9 de Novembro de 2008 às 22:14
Lydia nunca é tarde nem para ter chegado aqui quando este blog já algum tempo chegou ao fim. E para si tb nao é tarde mesmo suspensa nesse seu chão que ainda teima em existir...obrigada pela sua visita caso queira «falar» comigo esteja à vontade : bgaivota@sapo.pt

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: