Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007

Sentir assim...

sentir assim...

Escrevinhado por gaivota da ria às 00:15
| Quer Comentar?
|
34 comentários:
De meiadesfeita a 24 de Janeiro de 2007 às 23:49
Não me atreverei a escrever sobre as gaivotas, pois a tão bonito estilo não aspiro...
Olha, vou embora, cabisbaixo, pois este melro murchou, por ver teu esplendor de gaivota sensivel
De Zé (do beco) a 25 de Janeiro de 2007 às 03:33
Que tempestade paira no teu mar, que te traz tão triste, Gaivota?
É bom sentir. É sinal que estamos vivos.
Beijinhos e sente o murmúrio do mar com mais alegria.
De Andesman a 25 de Janeiro de 2007 às 15:26
Não anda a branca Gaivota
pescando peixes em terra
Nem é de Pedro essa rota
dos barcos que vão à guerra

Manuel Alegre

Há sempre um sentimento que nos atormenta. Andesman
De tron a 26 de Janeiro de 2007 às 01:46
Gosto do livro Fernão Capelo Gaivota e adoro o mar está bem bonito
De jpcfilho a 26 de Janeiro de 2007 às 07:13
Linda Gaivotinha, sentir, sentir, sentir, é a verdadeira vida, pena que os sentires se alternem em dores e amores. Mas se para amar tenho que sofrer, na vacilarei, amarei....Gostei de teu lindo poema.. Te gosto, beijos.
De maresia-mar a 26 de Janeiro de 2007 às 14:08
eu bem digo minha Gaivota predilecta que temos tanto em comum, o mar, o eterno mar, fonte inesgotável de inspiração. O resultado está à vista aqui.. lindo!
Bom fds e bjhs
De Jofre Alves a 26 de Janeiro de 2007 às 17:59
Passei para ver os amigos, apreciar o blogue, sempre com bom-gosto e qualidade, factor que me leva a visitá-lo para deixar o desejo dum óptimo fim-de-semana, apesar deste frio que enregela, mas como diz o povo «mãos frias, coração quente».
De aflores a 26 de Janeiro de 2007 às 21:32
Sentir assim, e então com este frio...nem te digo nem te conto. Bom fim de semana.
De aminhoca a 27 de Janeiro de 2007 às 16:15
Prontos, não me posso ausentar uns diazitos com o castor que ficas logo assim, numa nostálgia cheiiiiiinha de saudades. Não gostas, não gostas, é só bicadas e piadas quando me tens por perto, mas ós-depois, pareces uma gaivota arrependida...ehe ehe ehe!!!!!!!! Como vês, já cá estamos todos para continuar a azucrinar essa mioleirinha ;-) Chuacs very englishesssssss.
De isa&luis a 27 de Janeiro de 2007 às 22:25
Olá Gaivotinha,
Lindo o teu poema, o mar uma fonte de inspiração.

Gostei muito!

O mar

Mar… Ó Mar!
Sentada na areia dourada
Chamo por ti, embevecida.
A tua beleza fascina-me,
Rendo-me aos teus encantos
Enfeitiçada pelo teu perfume, maresia.
Corro na tua direcção, desnudada
Mergulho dentro de ti e arrepio-me.
Submersa provo o teu gosto, sinto a tua força
Entre lençóis brancos e ar rendilhados,
Bordados a fio de prata; deslizo no teu leito
Sendo possuída pela tua imensidão azul
Imirjo: despojada de um mundo sombrio
Eu renasço!
No horizonte o crepúsculo sorri e
A lua espreita timidamente
Ouvindo o teu marulhar de mãos dadas.
Os teus braços envolvem-me com violência
Mas eu não posso viver sem ti.


Muitos beijinhos para ti

Isa

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: