Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006

Bom Ano Novo

A minha pequena agenda lembra-me que o ano que se aproxima é 2007.
Compõem-na 365 páginas em branco das quais eu nada sei.
Então, para quê a taça que penso erguer ao som das 12 badaladas?
Marcarão, elas, o fim da injustiça entre os homens? Anunciarão o fim das catástrofes? Rejubilarão junto àqueles que finalmente conhecerão o sabor que tem o pão?
Não. A partir de Janeiro não é a esperança apregoada que fará mudar o mundo, não irão só nascer dias claros como também continuará a cair a escuridão da noite, não haverão só princípios, vão existir sempre fins...
Seria uma mudança no calendário, meramente temporal, se não fosse a palavra Ano Novo parecer sempre ecoar todos os anos como uma teimosa tentativa que persiste em acordar consciências... Talvez o Ano Novo permaneça adormecido em cada um de nós e aguarde que cada um faça alguma coisa para merecer o seu despertar...
Repensei...voltarei a erguer a minha taça e darei as boas vindas ao meu ano novo.
Feliz Ano Novo para vocês também.
.
.
.
Meu Ano Novo
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:07
| Quer Comentar?
|
33 comentários:
De Zé (do beco) a 29 de Dezembro de 2006 às 11:01
Olá Gaivota!
Ano Novo vida velha, é o que parece vir aí. De esperança só mesmo essa de que cada um de nós faça alguma coisa para mudar um pouco o Mundo. Já não era mau mas as forças contrárias são mais poderosas do que a simples boa vontade individual de cada um.
Esperemos que não doa tanto como o que pressinto.
Beijos e bom 2007.
De Isabel Filipe a 29 de Dezembro de 2006 às 11:22
Para ti, um Ano Novo muito feliz, cheio de venturas, de saúde, junto das pessoas que amas.
Um beijo meu, e o meu carinho,
Isabel Filipe
De Jofre Alves a 29 de Dezembro de 2006 às 12:10
Passei para desejar Boas Festas e próspero Ano Novo, com 2007 cheio de paz, saúde e felicidade.
De conchitamachado a 29 de Dezembro de 2006 às 19:13
Visitinha breve, para desejar
Feliz e maravilhoso Ano 2007

Beijinho
De tron a 30 de Dezembro de 2006 às 01:38
Bom ano novo para ti também amiga com muita paz, amor e saúde
De castor a 30 de Dezembro de 2006 às 03:35
Rôda-se, olha que fazeres-me pensar a uma hora destas é a 8ª maravilha de Portugal...ehe ehe ehe!!!!! As palavras são profundas, tal como o voo a pique de uma gaivota nas águas do oceano (uau!!!). Ave elegante, que a tua elegância perdure para 2007 e que tudo quanto esteja adormecido na tua alma acorde para desfrutares em pleno a vida, o mar e os céus (não leves tanto à letra, claro...ehe ehe ehe). Feliz e inspirador ano de 2007.
De marius70 a 30 de Dezembro de 2006 às 11:39
Quando o novo ano começar já vai trazer uma série de "arrastões" atrás de si, o aumento de tudo, mas haja alegria e folia, haverá tempo para pensar, depois, no que a mudança traz de bom ou de mau.

É assim todos os anos.

Para ti gaivota que o Novo Ano te traga tudo de bom.
De paraquedista a 30 de Dezembro de 2006 às 15:03
Gaivota da Ria, vou desejar para ti uma coisa que deve ser difícil... Que 2007 seja melhor que este... Mau pressentimento, com tantas provas? Queria que me enganasse, logo se vê. Mesmo assim tudo do melhor para ti e os teus.
De * * Grilinha * * a 30 de Dezembro de 2006 às 15:41
Feliz Ano novo com muita saúde.
De Giraflor a 30 de Dezembro de 2006 às 23:15
Bom Ano 2007 (:
beijinho**

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: