Sexta-feira, 28 de Abril de 2006

Em casa 1

Em casa há duas semanas. Motivo: assistência a familiar pós-operatório. Cheguei à Segurança Social e entreguei o modelo 141-10, vulgo certificado de baixa com classificação de assistência a familiares. A senhora que o recebeu diz:

- Eu mando isto mas você não vai receber nada! Só o receberia se o doente tivesse até 10 anos de idade. O único beneficio é o de poder com este documento justificar as suas faltas no emprego mas como já disse não vai receber nada!

- Ok! « Tá-se » bem! (Claro que não respondi isto, é só o meu espírito a extrovertir-se por não haver outro remédio)

Chegada a casa, trimmm trimmm , pergunto:

- Sim?! Quem é?

Ouço pela vigésima vez em duas semanas:

- É publicidade. Podia abrir-me a porta por favor?

Penso : Bolas, bolas, bolas!!! Mas, abro, apesar de a minha caixinha de correio ter um autocolante que diz: «Publicidade? Aqui não obrigado» e porque o rapaz está a trabalhar e até é bem educado.

Mas quem não é bem educado é o meu vizinho, o Barba Azul, que se empoleira nas escadas:

- Mas que raio de m.... é esta? Todos os dias a tocar a todas as campainhas , todos os dias isto???

- O senhor desculpe...até já me tinham aberto a porta...

- Qual desculpe, nem desculpe!!! Blá blá blá grrr grrr grrr !!!

Não vou traduzir os blás nem os grrrs do cromo e malcriado do meu vizinho. Adiante.

Ligo a televisão:

- O senhor ainda tem descaramento para dizer que a situação melhorou? Tem o descaramento e a arrogância...

Não, não é o Circo das Celebridades, é o debate na Assembleia da República, o tema : proposta para a nova forma de cálculo das pensões e foi Marques Mendes que se esticou para falar.

- E o senhor deputado tem o desplante quando o 1º trimestre de 2005 é da responsabilidade do seu anterior Governo? Se somarmos -1+0,4+0,7 veremos que...(este é Sócrates, claro)

Mas eis que trimmm trimmm , toca o telefone:

- Boa tarde! Estou a falar de uma empresa de Telecomunicações, e a nossa empresa faz hoje 1 ano e por isso a senhora foi uma das contempladas para o nosso passatempo em que poderá ganhar um valioso prémio!

- Desculpe mas não estou interessada em participar.

Não acabei a palavra participar porque ouvi um clic furioso no meio da palavra.

Ok! « Tá-se » bem em casa!

Volto a olhar para a televisão.

- Quer que lhe leia os números da despesa pública do seu governo? Quer? (Meu Deus, outra vez não)

Manuel Alegre remexe-se na cadeira, a Odete ri-se...

Agora é Jerónimo de Sousa:

- Sr. Primeiro Ministro mude de rumo, mude de politica, que não seja o sacrifício sempre para os mesmos, pense naqueles que menos têm.

- O que estamos a fazer é mesmo para garantir esses direitos e aos que vão entrar agora no mercado de trabalho.

- Mas qual mercado de trabalho? (esta sou eu)

- Mas porque é que têm de ser sempre os mesmos a pagar? Porque não se aplicam taxas sobre os grandes grupos bancários que fartam-se de ganhar dinheiro escandalosamente?

Opssss . Agora é a vez de Francisco Louçã:

- As contas não estão certas, Sr. Primeiro Ministro!!!

Que não, que não, as contas estão todas certas, as reformas mínimas vão ser protegidas, se este cenário for aprovado a Segurança Social terá sustentabilidade até 2050.

Pois é, mas entretanto quem tem reforma daqui a 10 ou 15 anos tem de ir preparando as suas reformas ou seja descontando mais e mais e mais. Mas como eu não penso no meu futuro a longo prazo, sou uma gaivota irracional:

Ok! «Tá-se bem»! Iô!

 

Sinto-me:
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:10
| Quer Comentar? | Ver comentários (31)
|
Terça-feira, 25 de Abril de 2006

Abril...

 

 

 

Sinto-me:
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:09
| Quer Comentar? | Ver comentários (24)
|
Sexta-feira, 7 de Abril de 2006

Ser?

 

 

Ser eu às vezes estranho


Eu sou na realidade


Ou faço parte de um sonho?


Mas o que é a realidade?


De que é feito o sonho?


Meu pensamento perde-se


Nos ecos da confusão


Não sei porque ele existe


Não tenho qualquer noção


Procuro o sentido perdido


Vagueio por entre a razão


Mas será que há sentido?


E que dele existe noção?

 

 

(Img retirada da Internet)

Sinto-me:
Escrevinhado por gaivota da ria às 23:29
| Quer Comentar? | Ver comentários (63)
|

◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: