Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

Até qualquer dia

Uns segundos mais do que suficientes para apagar tudo o que escrevi aqui até hoje, no entanto, interrompo para "arejar" ideias. Ideias, como diria um qualquer dono de outro Blog, daqueles que se dizem andar por cá há já muito tempo, são donos de muita cultura e são contra pessoas como eu que tenho contadores de visitas, buttons, utilizo cores azul bebé, rosa bebé, ponho Links no blog, deixa-me pensar... (se é que penso, diriam eles)ponho musica, ainda por cima "foleira", etc. Não me disseram isto, porém visitei os Blogs dos "contra" e como estou devidamente enquadrada no retrato que fazem, resolvi pensar no assunto.Vou parar para pensar se realmente sou um grande atentado contra a inteligência dos outros :)
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:51
| Quer Comentar? | Ver comentários (34)
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2005

Palavras

Como bolas de
sabão


Ilusórias, vão com o vento

Mostram um brilho fugaz

Frágeis, elevam-se pouco tempo

Pintam-se entre azul e lilás

Flutuam leves na mente

Como bolas de sabão

Rompem-se rapidamente

Desfeitas, caiem no chão

Partículas de efémera luz

Tentam-se reconstruir em vão

Um resto que já não seduz

Morre em gotas na mão

São só fragmentos decadentes

De uma bola de sabão

São essas palavras sopradas

De tão longe do coração…



Escrevinhado por gaivota da ria às 21:28
| Quer Comentar? | Ver comentários (5)
|
Segunda-feira, 20 de Junho de 2005

Desafio musical

004.gif



Respondo às perguntas sobre as minhas preferências musicais que me foram feitas pela Bitu,por quem tenho muita estima, mas desta vez não vou passar a cadeia a ninguém, até porque, pelo que vi, muitos já foram "sorteados"com esta corrente :)

--------------------------



Espaço ocupado por música no meu pc : só 505 MB



Último CD que comprei (já faz muito tempo) :
André Sardet - Imagens "Num instante fechei os olhos, entrei em mim, ouvi sons, provei a vida e fiquei só... noutro instante abri os olhos, fiz de um sonho a minha vida, criei imagens e não estou só..."

e não podia deixar de frisar Jorge Fernando e Terra D' Agua



A música que estou a ouvir no momento :
Estou a relembrar Abba e o album : Super Trouper



As cinco músicas que mais ouço (às vezes ouço a mesma música durante dias e dias seguidos, outras vezes passo dias e dias seguidos sem ouvir música...) :


- Sade - Qualquer CD, qualquer faixa, teria de enumerar muito, já que gosto de tudo o que é de Sade

- Leonard Cohen - "Dance me to the end of love"

- Glória Estefan - "Destiny"

- Elton John - "Sacrifice"

- Fairground Attraction - "Find my love"

--------------------------




As minhas preferências musicais diversificadas vão desde a música calma, relaxante, incluindo instrumentais de origem india, passando por, e destacando sempre, a boa música portuguesa(como Amália, Mariza, Rui Veloso, Ala dos Namorados, etc, seria uma vasta lista) até chegar aos grupos de Rock n' Roll clássicos, escusado será dizer que depende do estado de espirito :)

No final vou "puxar" por um artista do meu Algarve, que eu adoro ouvir é o Domingos e a banda Iris.



004.gif



Escrevinhado por gaivota da ria às 00:40
| Quer Comentar? | Ver comentários (20)
|
Terça-feira, 14 de Junho de 2005

Urgentemente

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.


É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.


É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.


Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.


Eugénio de Andrade (1923 - 2005)

Escrevinhado por gaivota da ria às 00:26
| Quer Comentar? | Ver comentários (27)
|
Domingo, 12 de Junho de 2005

Empatia?!


(Imagem retirada em www.bancopenta.cl/ asesoria/empatia.php)
Hoje não trago um daqueles poemas metricamente incorrectos mas que mal ou bem vão rimando pela admiração por aqueles que realmente sabem escrever poemas. Venho falar da minha amiga "Ilda" (nome fictício), dos nossos sonhos acalentados na nossa adolescência e a diferença de conceitos de amizade entre os nossos verdes anos e agora… Hoje encontrei-a novamente, leva muita pressa, não pode estar muito tempo ausente de casa. Assim que me avista uma lágrima teima em aparecer. Não espera que eu pergunte, já está desabafando, fala do problema recente que já presume de longa, senão infinita duração. É a filha, adolescente. No início, a "Ilda" pensou ser problema inerente à adolescência, daqueles passageiros que com amor, compreensão e dedicação se ultrapassam. Depois vendo que o problema se agravava procurou psicólogos. Não passou…A "Ilda" procura coragem para lidar com esta situação, é difícil. Ela não chora ao pé da filha, mostra-se forte. Quando me encontra, tenha o que tenha para fazer, desabafa até não poder mais, não sente o tempo passar e eu também não. Sinto, antes, este aperto cá dentro. E ela vai falando, falando… A minha memória relembra em flash os tempos da nossa adolescência, em que fazíamos mil planos, em que tudo para nós iria ser um mar de rosas. Olho para ela, abatida, e exponho mil alternativas para ela por em pratica. Volto outra vez à minha adolescência, amigas naquele tempo de brincadeiras, de namoricos, mas hoje amigas diferentes, uma fala enquanto a outra escuta. Entrar na pessoa que temos à nossa frente é a expressão certa, é compreender o que outro está sentindo. Identificar-se com ele(a) não se consegue com um simples abanar afirmativo de cabeça ao longo da conversa. A empatia pode estar presente mesmo quando acabamos de conhecer uma pessoa. Conseguir transpor a barreira da indiferença e sentir que aqueles problemas podiam ser nossos, aí sim, entramos na pessoa que temos à nossa frente e ela sente isso. Lê-se nos olhos, sente-se na alma.
Vai correr tudo bem "Ilda", vais procurar todos os meios possíveis e impossíveis, para a frente, sempre! Vamos sorrir?! Assim mesmo, ainda sabes sorrir, como antes!

Escrevinhado por gaivota da ria às 20:11
| Quer Comentar? | Ver comentários (14)
|

◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: