Sábado, 26 de Agosto de 2006

Agosto na ria

Mês de Agosto a despedir-se, lá fora os últimos sons de uma noite quente, acordes que já parecem transmitir um pouco da nostalgia das coisas que acabam…
Mês em que a cidade abarrotou como todos os anos como se não houvesse altura melhor para férias do que o mês de Agosto, compreende-se que algumas pessoas não terão mais alternativas pela natureza do emprego, pelas férias dos filhos, etc.…mas e as outras pessoas que podiam escolher outro mês para descansar esquecendo que o ano tem doze meses…
Praias? Para ficar com uns dois metros quadrados em que estendo a mão para apanhar o chapéu e apanho um chinelo deixado à pressa por quem já correu para a água e tem de estudar bem a rota para não chocar com braços, pernas e afins?!
Festinhas? Para quê, se já temos tantos decibéis a perfurarem-nos os tímpanos em autenticas discotecas ambulantes todos os dias?
Este ano a má-educação aprimorou–se mais do que em anteriores anos, notei isso em muitos locais, principalmente em grandes supermercados, num deles fui testemunha de um episódio caricato, um senhor de calção e t-shirt que ficou completamente possuído por maus instintos por uma senhora lhe ter passado à frente, a senhora não fez bem, claro que não, mas é obvio que ele teria de ter estado com atenção a quem lhe passasse à frente sorrateiramente mas o pior de tudo é que o senhor colérico começa a queixar-se da coitada da rapariga da caixa que cabisbaixa tentava despachar a bicha a tempo recorde e como ela permanecesse calma exigiu falar com o gerente, aí disse em altos berros:
- Quando chegar a Lisboa(aqui, ele encheu muito o peito)eu trato disto, isto não fica assim!
Saí do supermercado e ele ainda lá ficou completamente alucinado.
Dará prazer passar umas férias assim?
E depois há os condutores, este pequeno Autódromo transformou-se num autêntico Hipódromo de má-formação.
Um destes dias lá venho no meu carrito, pronta para estacionar num dos lugarezinhos disponíveis quando em sentido contrário para chegar antes de mim, estaciona um carro, o lugar seria para mim, se fossemos pela ordem natural de numeração, mas não ligaria a esse pequeno pormenor, há que desculpar, dar um desconto, há poucos lugares para estacionar, o presidente não quer carros na cidade, etc. etc. se não fosse o dito senhor encurtar o trajecto pondo o carro estacionado em sentido contrário ao lógico, saio do carro, entrelaço o cabelo nos ramos e folhas da arvore que estão à minha espera, olho para o carro, para o senhor e nada digo, mas os meus olhos devem ter dito algo porque ele diz-me em tom de desdém:
-   Ó minha cara, não me diga que não cabem aqui dois carros?! (Aqui, este quase rebentou o peito)
-   Claro, tanto cabem que já estão estacionados, mas acha que o seu está bem estacionado?
-   Ora, se aparecer a polícia pago a multa, minha cara! Mas eu tiro o carro se é isso que quer!!!
-  Não precisa estar com esse trabalho! Por quem é! Eu vou estacionar mais abaixo, sou moradora aqui mas não faz mal, até faz bem andar a pé, volte sempre, boas férias!
Não esperei por resposta. Sou uma santinha!
Agosto está a acabar, que saudades das minhas dunas em pleno Agosto, onde quase não precisava de protector solar, que saudades daquele dia em que os únicos na praiazinha éramos eu e uma amiga a torrar ao sol numa amena cavaqueira, maminhas ao léu e de repente constatamos que afinal não éramos as únicas quando vimos um homenzinho todo atrapalhado a desfazer-se em mil desculpas correndo atrás das folhas do jornal!
Sinto-me: nas dunas(ainda lá estão...)
Escrevinhado por gaivota da ria às 00:07
| Quer Comentar?
|
32 comentários:
De delta a 28 de Agosto de 2006 às 08:33
As dunas ainda são as mesmas? Pelo menos essas ainda permanecem...tudo o resto são pormenores Haja alegria e muita paciência
De gaivota da ria a 28 de Agosto de 2006 às 09:34
As dunas são as mesmas e mantêm-se firmes e hirtas, o resto é paisagem...
De marius70 a 28 de Agosto de 2006 às 11:09
Desculpa lá a cena do jornal, sabes, estava muito vento e foi a melhor forma de ver as dunas... ao léu. :)))))))

P:S. - Tenho que parar de rir pois já está muita gente a olhar para mim. :(
De gaivota da ria a 28 de Agosto de 2006 às 12:25
Marius já não te lembras que as folhas(eram 4 paginas) taparam as dunas e tu não as viste?!!! Também é melhor eu não rir muito por causa dos mirones!!!
De padeirinha a 28 de Agosto de 2006 às 16:05
Em férias há-de tudo...mas não só! O mar está um fascínio.
De intemporal a 29 de Agosto de 2006 às 12:51
Primeiramente o meu obrigado pela visita, e tranquiliza-te que a Lei que eu publiquei no blog já foi ultrapassada ( não em tudo, infelizmente). Agora falemos das férias e do mês de Agosto. Sabes partilho da tua opinião, há muita "gentinha" que não abdica deste mês para férias independentemente de ter ou não possibilidades de as gozar noutro mês. Há realmente bastante confusão que nos deixa nervosos, em algumas situações ( que tu bem as RETRATAS-TE) mas tb porque gostam dessa mesma confusão. Eu gozo férias no Algarve mas....................numas prainhas para os lados de Aljezur que s-ão um sonho. Mês de Agosto, espaço para estacionar e tb num raio de 10 metros é só meu, outras vezes mais ainda. São ela: Val-dos-homens ( no Rogil, concelho de Aljezur) Carriagem que se localiza nas aproximidades..e há mais!!!!
Bjs
De Tucha Santos a 29 de Agosto de 2006 às 15:35
Olá querida, tudo bem consigo? Após 15 dias de férias do marido, aqui estou de volta ao pc e ao convívio das amigas. Venho desejar-lhe uma boa semana e deixar o meu carinho. Um beijo.
De Mily a 30 de Agosto de 2006 às 05:07
Por aqui as férias se dão no mês de Julho, e em muitas cidades turísticas pode-se observar o mesmo comportamento em algumas pessoas, ou seja, impaciência, autoritarismo, implicância... enfim, pessoas que acham que o mundo está aí apenas para servi-las.

Em todo lugar, amiga, existem os bons e maus turistas, aqueles que respeitam o lugar que visitam, e outros que se acham no direito de 'exigir' de tudo e de todos, os benefícios a que se julgam com direito.

Enfim... seres humanos!

Deixo-te beijos, sorrisos e flores, com carinho, do meu para o teu coração!
De isa&luis a 30 de Agosto de 2006 às 14:33
Olá minha linda gaivota,

gosto de te ler

gosto da senhora muito vivaça:)) a idade não conta mas sim o espiritololol.

Beijinhos muitos para ti

Isa
De delta a 30 de Agosto de 2006 às 23:47
Lembrei-me dos air-bags saltitantes
De gaivota da ria a 31 de Agosto de 2006 às 00:59
E é mesmo para lembrar minha Deltinha porque a ria está uma brasa onde tudo saltita!!!
Agora tenho de te deixar porque tenho ainda de ir copiar os caracteres
De delta a 31 de Agosto de 2006 às 00:16
Será o "Regresso da Gaivota"? Ou " A Gaivota contra-ataca"? Não percam as cenas do próximo episódio!!!
De Mily a 31 de Agosto de 2006 às 03:10
Gaivota: também fiquei triste ao ver que o Batista havia fechado o blog. Acredito, porém, que em breve ele estará de volta para nos presentear com seus textos de excelente qualidade. Beijos no coração!

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: