Sábado, 9 de Abril de 2005

Caminhada

caminhadas.jpg(imagem retirada da Internet)

São só restos de uma vida, quase concluída a caminhada

Ninguém está para a despedida, sorrateiramente em retirada

São só restos de uma vida, de uma história acabada.

Ninguém está para a despedida, apressando a vida apressada.

Não há tempo para ouvir o que tem para nos contar

São só restos de uma vida que nada tem para nos ensinar.


(Fugindo às minhas ocasionais divagações dedico estas palavras àqueles que já passaram muitas etapas e esta sua última  ultrapassam-na sozinhos.Não gosto da palavra velho)
Escrevinhado por gaivota da ria às 17:52
| Quer Comentar?
|
6 comentários:
De a 29 de Abril de 2005 às 00:09
Olá! Gostei muito do texto. Um vinte, não pode ser mais. Simples, enternecedor e crú (da crueza da vida). Há tanta forma de definir a velhice e conseguiste fugir-lhe, definindo-a. Parabéns.Eduardo Santos
</a>
(mailto:josedusantos@sapo.pt)
De a 28 de Abril de 2005 às 14:33
os teus post são mesmo bonitos os meus parabéns tron
(http://reporter007.blogs.sapo.pt)
(mailto:tron2@sapo.pt)
De a 27 de Abril de 2005 às 12:12
http://envelhecimento.blogs.sapo.pt/Lar
</a>
(mailto:lsbsilva@sapo.pt)
De a 21 de Abril de 2005 às 16:01
A mão,/ um tapa./ A boca sangra/ ... a voz não cala! /// A mão,/ um mapa./ Se a voz cala,/ a mão, por si, fala. ### Já reparaste na mão de uma pessoa idosa?! ### Parabéns pelo sítio.Acrós
</a>
(mailto:ilhamutuns@uol.com.br)
De a 13 de Abril de 2005 às 12:20
Olá. Quando se quer arranja-se sempre mais um bocadinho; Este tema é engraçado e sempre actual, gostei desta tua atitude, obrigado por isso.Minha mãe fez á pouco 83 aninhos, a pressa k eu tinha é k eu tinha lhe prometido ir arranjar-lhe as suas gavetas por terem papelada A + k já devia tar no lixo. Tenho + 3 irmãos, mas m mãe ta morando num anexo no meu terreno k fiz para ela viver o resto dos seus dias e como ela fisicamente está mto arrebitada, eu não posso faltar-lhe ás promessas k ela cobra-me logo. Como deves ter lido no meu blog, das minhas dificuldades, esse tema ta escrito no dia 24 de março. Eu vou com ela ás consultas, vou com ela a todo o lado, por isso é k hoje tava com aquela pressa pork ela já me tava chamando. Desculpa k nem sei como tratar-te, não sei tua idade, teu nome, é pork queres o anonimato e eu respeito. Vou na mesma tratar-te com respeito. BJNHS DO ZEZINHOzezinho
(http://www.quimera.blogs.sapo.pt)
(mailto:zezinhomota@sapo.pt)
De a 11 de Abril de 2005 às 10:09
olá, novamente.
Gostei deste teu artigo.
Será que lhes damos a atenção devida quando eles mais precisam?catarina
</a>
(mailto:Caty_Luz@aeiou.pt)

Comentar post


◊◊◊ ver perfil

◊◊◊ seguir perfil

◊◊◊ A minha velha ria...

◊◊◊ arquivos

◊◊◊ Abril 2007

◊◊◊ Março 2007

◊◊◊ Fevereiro 2007

◊◊◊ Janeiro 2007

◊◊◊ Dezembro 2006

◊◊◊ Novembro 2006

◊◊◊ Outubro 2006

◊◊◊ Setembro 2006

◊◊◊ Agosto 2006

◊◊◊ Julho 2006

◊◊◊ Junho 2006

◊◊◊ Maio 2006

◊◊◊ Abril 2006

◊◊◊ Março 2006

◊◊◊ Fevereiro 2006

◊◊◊ Janeiro 2006

◊◊◊ Dezembro 2005

◊◊◊ Novembro 2005

◊◊◊ Outubro 2005

◊◊◊ Setembro 2005

◊◊◊ Agosto 2005

◊◊◊ Julho 2005

◊◊◊ Junho 2005

◊◊◊ Maio 2005

◊◊◊ Abril 2005


◊◊◊ Voos recentes

◊◊◊ Dois anos depois...

◊◊◊ Cansaço...

◊◊◊ Agora "semos" all-garvios...

◊◊◊ Nós, as mulheres...

◊◊◊ "Etiqueta" no gato

◊◊◊ Com o meu silêncio...

◊◊◊ Sentir assim...

◊◊◊ Praga acorrentada

◊◊◊ Três anos apenas...

◊◊◊ Bom Ano Novo

Obrigada Sofia pela atribuição deste prémio: